Organização

5 PASSOS PARA TER UM GUARDA-ROUPA ORGANIZADO

Todo mundo sonha com um guarda-roupa organizado onde se consiga visualizar todas as peças, ficando fácil para se arrumar. É seu sonho também?

Mas se eu te disser que é possível alcançar esse sonho?

Se você adotar os passos que serão colocados aqui, te garanto que muita coisa vai mudar na relação entre você e seu guarda-roupa e aquela frase ainda recorrente “não tenho nada para vestir” será cada vez menos usada.

Mas não pense que esse processo será rápido, feito em uma manhã ou que você não terá decisões difíceis para tomar. Já estou querendo advertir isso porque trabalho com organização e a maior dificuldade que encontro ao fazer uma visita técnica e um posterior orçamento, é mostrar que a organização não dura uma manhã ou 1 dia, isso se for feito por uma única pessoa. Claro que com várias pessoas trabalhando ao mesmo tempo pode até ser possível chegar a esse tempo recorde se não for muita coisa, mas mesmo assim não é tão fácil.

Outra coisa difícil de mostrar, isso já na fase de organização, é sobre a importância do desapego de itens que não se usa mais. Acredito que seja uma das partes mais difíceis. Dependendo do grau de apego da pessoa, podendo ser até patológico, a pessoa pode ter febre, enxaqueca, irritabilidade e ansiedade durante o processo.

Relato de experiência

Me lembro uma vez de uma visita técnica que tive que recusar o trabalho inicialmente. Do momento que cheguei até o final da visita ouvi que nenhum item poderia ir para o desapego, sendo que no diagnóstico, a principal causa da desorganização era o excesso de coisas. Numa conversa com a pessoa e o marido que se sentia incomodado com a desorganização, foi verificado que existia um problema familiar e toda a frustração e angustia foi transferida para o mundo físico das coisas. Como resultado, o trabalho de organização precisou ser adiado, sendo preciso primeiramente resolver essa questão emocional.

Por que quis relatar isso? Porque nem sempre estamos preparados psicologicamente para uma organização profunda e nem sempre somos capazes de sozinhos fazer essa organização, precisando de um profissional para isso, para não corrermos o risco de nos sabotarmos.

Mas se você está de coração aberto para a organização e sente que está na hora de ter o controle sobre suas coisas, seja bem-vindo e fique atento aos passos que vou deixar aqui.

PASSO 1 – Desapegue

Primeiro de tudo, desapegue! Para te ajudar nesse processo, vou deixar 6 perguntinhas que você deve fazer a si mesmo ao encontrar uma peça que esteja em dúvida quanto ao desapego. Essas perguntinhas estão no meu livro “Manual da Casa Sustentável: dicas para deixar sua casa amiga do meio ambiente” LINK

1ª – Eu realmente gosto desta roupa/ acessório?

2ª – Esta roupa/ acessório fica bem em mim?

3ª – Há quanto tempo eu não uso esta roupa/ acessório?

4ª – Haverá alguma ocasião para usar esta roupa/ acessório?

5ª – Porque devo manter esta roupa/ acessório?

6ª – Com quais outras peças do meu guarda-roupa esta roupa/ acessório combina?

Não estou aqui querendo dizer que você deve jogar fora aqueles objetos que te tragam algum sentimento ou boa lembrança. Eu mesmo tenho um lenço de renda que foi utilizado no meu batizado. Eu não uso ele para nada, mas tem um valor sentimental grande e por isso não é uma peça que mereça ir para o desapego. Por isso, tenha bom senso.

Após a fase de desapego, vamos para o 2 passo:

PASSO 2 – Categorize

Categorizar significa reunir as peças por semelhança. Agrupar por exemplo camisas regatas, camisas de manga curta, camisas de manga longa, shorts, calças, vestidos longos, vestidos curtos, etc. Ou mesmo por funcionalidade, roupas de trabalho, roupas de festa, roupas de verão, roupas de inverno. A categorização vai de acordo com o seu modo de vida.

O importante é: ter uma regra para a categorização para que você consiga manter tudo organizado depois.

Um exemplo de categorização: se você colocava suas camisas misturadas em 3 gavetas, você pode categorizar agora da seguinte forma: Gaveta 1 para camisas regatas, colocando das mais escuras para as mais claras; Gaveta 2 para camisas com manga curta, colocando das mais escuras para as mais claras e; Gaveta 3 para camisas com manga longa, colocando das mais escuras para as mais claras.

Por que separar as roupas por uma escala de cor? Porque a escala de cor torna a visualização harmônica para o cérebro e facilita você na hora de escolher uma peça. Pense nos arquitetos e designers e sua dedicação para escolherem a paleta ideal de cores na harmonização da casa; olhe na janela e veja as cores da natureza e o bem-estar que nos traz ao vermos as nuances das flores e um arco-íris.

Para saber mais sobre o poder das cores na organização do guarda-roupa veja o post LINK onde falo sobre o círculo de cores.

Após a fase da categorização, vamos para a fase de padronização.

PASSO 3 – Padronize

Deixe na medida do possível tudo padronizado, como as dobras, os cabides, os organizadores. A padronização não tem a ver com perfeição, mas com harmonia. A organização tem muito a ver com o sentido da visão. E quanto mais harmônico aos olhos a organização tiver, mais bem-estar você vai sentir ao se arrumar.

É só você pensar em uma loja. Quando você entra em uma loja bagunçada, com os itens espalhados, você acaba desvalorizando a loja, não agrega valor ao produto, acha que são roupas sem qualidade. Já quando você entra em uma loja com os itens organizados em um padrão harmônico, sua percepção quanto ao valor dos produtos muda e você acredita que os produtos possuem melhor qualidade, mesmo que sejam os mesmos da loja anterior.

Percebeu a diferença? Você quer agregar valor ao seu guarda-roupa? Então padronize!

Dobras

Você pode padronizar as dobras, utilizando o mesmo tipo de dobra para cada categoria. Vou deixar aqui alguns vídeos do meu canal do Youtube onde ensino algumas dobras.

Para ajudar nas dobras você pode usar gabaritos, que são guias para que você dobre no mesmo tamanho.

Gabarito de dobras. Venda pelo e-mail: [email protected]
Kit com 3 tamanhos: M (Feminino), G (Masculino) e GG (Roupa de cama e banho)

Cabides

Já em relação aos cabides, é sempre interessante utilizar o mesmo tipo de cabide para todas as roupas ou pelo menos para uma categoria. Isso faz com que sua visão foque na roupa e não nos cabides.

Faça o teste, perceba que você vai prestar mais atenção nos cabides se eles forem de diferentes formatos e de várias cores. Eu sempre ouço na visita técnica, “não repare nos cabides”, ou seja, ele está tendo destaque demais, você não acha? O foco precisa ser a roupa!

Você pode conhecer os prós e contras de cada cabide no vídeo abaixo do Youtube.

Organizadores

Finalmente, a padronização dos organizadores ocorre com a escolha de uma cor para utilização. Fica muito desarmônico aos olhos um carnaval de cores de organizadores no guarda-roupa. Por isso, escolha se possível, cores mais sóbrias e neutras para não cansar muito a visão.

Após a padronização, vamos ao passo 4 que são o uso de organizadores.

PASSO 4 – Organizadores

Os organizadores são acessórios que ajudam muito na organização. Podem ser cestos, caixas, aramados, divisórias, etc, que delimitam o espaço dentro do guarda-roupa e fazem muitas vezes “ganharmos” mais espaço.

Eles criam as “casinhas” para as coisas, o que facilita muito na manutenção da organização depois. Sempre dizemos na organização que cada coisa tem o seu lugar, e esse lugar muitas vezes é dentro de um organizador.

Existem no mercado hoje uma infinidade de organizadores e esse mercado vem crescendo cada vez mais. Você pode ver várias ideias de organizadores no meu instagram @dicaorganizada. Todo dia coloco uma inspiração de achadinhos que vejo nos mercados locais e quando viajo.

No início do ano falei aqui no blog sobre caixas e cestos para organizar a casa, vale a pena conferir seus tipos e funcionalidades LINK

Agora vamos para o último passo, a identificação.

PASSO 5 – Identificação

Após desapegar o que não usa, categorizar os itens por semelhança, padronizar as peças, criar as casinhas para as coisas, está na hora da identificação dos espaços.

A identificação tem a função de facilitar na hora de procurar uma peça ou guardá-la. Muitas coisas mudam de lugar e há uma confusão no início. Através da identificação, você não perde mais tempo tentando lembrar onde colocou. Além disso, é um guia para as outras pessoas que tem acesso ao seu guarda-roupa, como uma empregada doméstica, por exemplo.

Você pode fazer as etiquetas usando papel contact, adesivos ou etiquetadoras próprias.

Etiquetadora Dymo Letratag.
Adesivo feito com papel contact estampado e adesivo branco.

O importante na identificação é poupar o seu cérebro para o esforço de lembrar e poupar a sua paciência para procurar.

Espero que com estes cinco passos você consiga refletir melhor sobre a organização do seu guarda-roupa. E além disso, possa te ajudar nesse processo que com certeza vai te trazer mais bem-estar e controle.

Gostou das dicas? Compartilhe com seus amigos!

Tags

Artigos relacionados

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios